Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2013

Impaciência

Dava tudo para poder ver um filme agora, como que em jeito de descansar de outra forma que não seja dormir. Mas não posso, por dois motivos: primeiro porque tenho de procurar artigos científicos para suportar a discussão de um trabalho e segundo porque a probabilidade de adormecer nos primeiros minutos do vídeo é demasiado elevada. O que vale é que já só faltam três semanas, sendo que uma é de férias para estudar para o exame final e as outras duas serão tudo, menos algo de complicado. Portanto, Catarina, respira fundo e despacha lá isso!

Do meu ("ex- extremo") medo da água

Já sei nadar de costas. E estou mesmo contente por isso, pronto!

Férias, eu só quero férias

E depois há dias como o de hoje, em que eu me tento despachar ao cumprir as minhas obrigações, de forma a poder vir ao computador, e tudo aquilo que consigo são uns míseros quinze minutos.

Homens

O homem ideal é como a solução de uma equação impossível: continuamos à procura mesmo sabendo que não existe.

O meu momento de conforto

Para mim, um dos melhores momentos dos dias úteis é chegar a casa e vestir uns calções ou umas calças desportivas. É caso para dizer que me enche a alma!

Eu sei que só tenho 20 anos, mas...

Imagem
...às vezes ponho-me a pensar naquilo que serei daqui a dez anos e tenho medo de já não me reconhecer.

Coisas de rapariga

Imagem
Malditas unhas que se partem após as aulas de natação. Digam lá de vossa justiça: além do endurecedor, conhecem outra solução?

(da falta de) Compras

Hoje passei pelo centro comercial para comprar um simples par de calças. E com mil diabos, não é que o quase Verão me está a dar uma vontade do caraças para comprar mil e uma coisas? Não sei se por aquele desejo de me sentir mais fresca e vestida de cor, mas é certo é que se fosse rica ainda ainda lá estaria!

Sobre o meu exame Pós-Queima

A verdade é que, sem saber bem como, passei com um 10.8. Foi sorte, muita sorte até, dado aquilo que estudei. Mesmo assim, espero ganhar juízo para que os próximos corram melhor!

Não percebo porque ninguém lhe dá razão

Diz ele que o facto de eu criticar tudo é algo positivo e perfeitamente suportável.

Ups

Imagem
Estou a envolver-me demasiado sem pensar. Tenho a sensação de que se quiser voltar atrás vai ser demasiado complicado. Se isto não é confuso, então não sei o que o é!

Deveriam ser 48 horas

Só queria ter mais tempo para fazer coisas simples, como pintar as unhas à minha mãe ou fazer um desenho com o meu irmão.

Crescer deve ser mais ou menos isto

Sempre perdi por estar quieta, por estar calada. Talvez sentisse medo ou apenas vergonha de errar perante os outros, mostrando as minhas opiniões. Mas começo a não me sentir muito preparada para desastres consequentes das minhas não palavras e das minhas não ações, de verdade. Já não me interessa o que pensam, fazem ou desejam que eu faça. Quero apenas imaginar, dizer, pôr em prática e ser feliz. Tudo o resto é, definitivamente, secundário.

Sempre posso confiar na sorte (ou não)

E pronto, tenho cá para mim que depois do exame de hoje ganhei um passe directo para o meu primeiro recurso! É bem feito, só.

O meu estudo (ou a falta dele)

Imagem
E depois de uma semana cheia de bons momentos e irresponsabilidades, está mais do que na altura de hibernar e me dedicar a cem por cento aos livros. Ou não fosse eu ter exame Segunda- Feira e mal ter pegado nos ditos cujos.

Da Queima das Fitas

Amigos são aqueles que estão lá, no primeiro momento em que a sobriedade não é o nosso forte.

(...)

Céus, isto é tão errado!

A sério?

Às vezes pergunto-me o que possuo dentro desta cabeça. Já não sei o que tenho por certo ou por errado, o que será bom ou mau. Simplesmente deixei de entender se algo é lógico e se faz ou não sentido, começando a ceder a impulsos incompreensíveis. Acho que, de momento, o juízo é uma necessidade.

Porque um dia haverei de saber nadar

Eu, uma pessoa com medo (leia-se fobia extrema) da água, lá me resolvi e tive hoje a primeira aula de natação. A verdade é que me custou um pouco, dado que de quando em quando me lembrava de que não me sentia à vontade e tinha pequenos ataques de pânico, esquecendo de todo aquilo que era suposto fazer. No entanto, admito que o dever cumprido me trouxe uma certa dose de bem-estar, não só pelo exercício físico, mas também pela mudança que representa na minha vida. É, ando numa de eliminar pontos fracos, como que em jeito de me tornar mais forte em termos psicológicos.

Porto

Imagem
Uma das vantagens de estudar no Porto é poder contemplá-lo todos os dias. Ele é o brilho da luz refletida na água do rio, as pontes minuciosamente construídas e as casas quase amontoadas umas sobre as outras. No fundo, é uma cidade que consegue transformar a confusão em beleza. E mesmo que a vontade de ir seja pouca e o cansaço do regresso se apresente relativamente elevado, acabo sempre por me perder em mil e um pensamentos durante as viagens de comboio, esquecendo-os quando o Douro é o cenário de todo este teatro.