Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2013

E depois há aqueles momentos...

Imagem
…em que odeio o meu curso por não ser semestral como os outros, por não me dar duas ou mais semanas de férias e por deixar que os recursos sejam todos em Julho. Dito isto, o melhor mesmo é parar de reclamar e voltar para o árduo estudo, como que para não reprovar em nada, enquanto a maior parte das pessoas está a ver filmes ou a pôr o sono em dia. Há coisas fantásticas, não há?

Da falta de tempo

Pela primeira vez em cinco meses, depois de ter entrado para a faculdade e de ter deixado um pouco de lado este mundo, voltei a colaborar para o jornal cá da terra. Confesso que já tinha saudades de cobrir um evento, de tentar encontrar nas pessoas as palavras bonitas para serem escritas, de ser eu sem o ser explicitamente.

Isto de ser estudante

Os próximos dias serão tumultuosos em termos de estudo. Benditas sejam (ou não), ó Anatomia querida e Fisiologia fofinha!

(...)

Este ano quero tornar-me uma pessoa mais forte.

Juventude, para que te quero

A única coisa que me deixa com a pulga atrás da orelha, quando penso nisto de ter quase vinte anos, é o facto de ser aquela fase da vida em que queremos experimentar e fazer tudo, mas acabamos por não ter tempo, nem dinheiro para nada. Não fosse o dito assunto e seria perfeito!

Porque nem sempre me posso queixar da falta de sorte

E depois há aqueles momentos em que passamos num teste que tem um número considerável de perguntas de Anatomia, sem termos estudado a maior parte da matéria da disciplina. É, parece que tenho mesmo que começar a estudar assiduamente, não vá a sorte tecê-las por um destes dias.

Da queda do ser humano para a socialização com afetos profundos

Começo a achar que as relações são a melhor forma para as pessoas se anularem umas às outras.

Analogia

Quando alguém me propõe ver um filme, sendo que eu escolho um de terror mas acabamos por ver outro, dou por mim a não gostar muito do dito cujo, só porque não era a minha escolha inicial. Mas o problema nem são os filmes, que esses passam e eu esqueço, mas sim o facto de tal acontecimento ser uma ponte de equivalência com aquilo que me está a acontecer no curso.

Verdades

Estou a habituar-me a deixar as pessoas irem embora. Porque acontece, porque tem de ser, porque alguém quer que assim seja. O que é certo é que o dia-a-dia não é igual para todos e a acomodação vai tomando o seu lugar para, mais tarde, aquela pessoa ser só mais uma que comigo se cruzou. Felizmente que nem sempre assim se sucede.

Facto

Estudar Anatomia é das piores coisas do mundo para a minha pessoa. Faz-me mal aos rins.

Energia, precisa-se

Estava a gostar de passar mais do que o meu tempo de sono em casa; de falar com a minha mãe, discutir com o meu irmão e sair com os meus amigos para sítios marcados à última da hora. Estava a gostar de não ter episódios das minhas séries favoritas para assistir, dado que já tinha visto tudo. Até de ter disponibilidade para ir às aulas de código eu estava a gostar! Estava a gostar, mas, como o que é bom é também curto, amanhã lá começam as aulas e o vai e vem guarnecido de agitação e nervos. Bem-vindos sejam, exames e trabalhos fofinhos!

2013

Imagem
Sonhos e vontade de os realizar não me faltam.