Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2012

Vítimas (?)

E depois há aqueles momentos em que o meu irmão se nomeia de vítima de bulliyng apenas porque alguém cá de casa lhe resmunga por breves segundos.

Férias, o paraíso escrito por outras letras

E eu que já estava a gostar deste estado surreal e irrefletido em que a minha maior preocupação era ocupar-me no intervalo de um qualquer programa de televisão.

Do Natal #2

Não há nada mais complicado para mim do que me aguentar até à véspera de Natal para oferecer os presentes. Sofro muito por dentro, de verdade.

Do Natal

A manhã foi passada no Continente a embrulhar presentes. Nada melhor do que vestir a camisola por uma causa para entrar no espírito natalício e ver as pessoas a oferecerem amor.

Em dias de chuva, ando numa de:

Imagem

Don´t worry, be happy!

Imagem
O que eu mais odeio nesta vida de universitária cujo curso está em PBL e que tem de pagar as suas próprias contas é o facto de, vá onde for, seja noite ou dia, não poder relaxar e esquecer as mil e uma preocupações que insistem em não me deixar. É, por momentos dava tudo para ser criança novamente.

Adoro...

...aqueles momentos em que o meu irmão pensa que vai reprovar por ter faltado a um dia de aulas.

Me-do

Nunca percebi porque é que a Anatomia era algo a que quase toda a gente reprovava. Até esta semana…

(?)

Há coisas que só funcionam virtualmente.

Da minha vida académica

Depois de algum tempo, tudo parece começar a fazer sentido.

Da cruz vermelha #1564

Quando estava em estágio, o toque do telefone era a adrenalina pronta a circular à mesma velocidade que os meus glóbulos vermelhos. Agora que sou o socorrismo em meio palmo de gente, o silêncio na delegação é o verdadeiro paraíso, não por preguiça, mas por medo de não ser capaz. Valham-me os santinhos que não me ouvem e lá me testaram em três emergências completamente diferentes durante este fim-de-semana!

(...)

Já não se faz gente assim.