Páginas

sexta-feira, 25 de março de 2011

Para o que as almofadas não serviram


Às vezes guardamos os sonhos debaixo das almofadas. Outras, porém, vamos à luta por eles.
Hoje fui em busca do desejo antigo de escrever para um jornal da zona onde vivo. É um passo pequenino, ou talvez não. O que é certo é que me senti bem ao fazer algo para que isso venha acontecer. Resta-me aguardar pela resposta.



Senti-me uma verdadeira criança em busca do rebuçado perfeito!

9 comentários:

GF disse...

Adoro a ultima frase ah ah

Filipa disse...

Parabens pelo jornal (:
Espero mesmo que tudo fique mais fácil

Catarina Elwin Haner disse...

O que sentimos depois de concretizar um sonho, é a melhor coisa que poderemos vir a sentir enquanto vivos.

S. disse...

Acho que já me senti assim também, não me lembro é em relação a quê xDD

PS: Obrigada por também gostares dos meus olhos xD

Belíssima disse...

Vou usar frases bem piegas "o homem só morre quando para de sonhar" e o homem é do tamanho do seu sonho"....
Sendo assim minha amiga portuguesinha, busque aquilo que desejas sim com todas as tuas forças!!!
bjs

Miss Murder disse...

Boa sorte. Devemos correr atrás dos nosso sonhos!

Catarina A disse...

Oh! Boa sorte!!
Beijinhos *

Mariana disse...

espero que consigas o que queres :D
e obrigada !

kitty disse...

às vezes gostava de viver os meus sonhos... boa sorte, é de baixo que se começa!