Páginas

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

O sono (ou a falta dele)

Já lá vão os tempos em que eu desfrutava de uma sesta à tarde e dormia que nem um anjinho à noite. Agora, limito-me a desfrutar dela (devido à síndrome pós-fim de semana) ao ponto de ter de ignorar o facto de haver aulas daqui a umas horinhas e procurar algo de interessante para fazer, dado que o sono se faz tardio em chegar.

Algo me diz que, amanhã de manhã, alguém haverá de esperar um segundo por mim!

2 comentários:

Catarina A disse...

É horrível quando temos de ir dormir e não temos sono. E depois começamos a pensar nisso e só faz pior!

Beijinhos *

Miss Murder disse...

Tens de ler, se o livro for suficientemente chato o sono vem...