Páginas

quarta-feira, 23 de março de 2011

Um voto, uma (possível) decisão correcta

Bendito Sócrates que decidiu dar o corpo ao manifesto e se foi antes que um tarde demais, em que, obrigatoriamente, teria de assumir e arcar com todas as culpas, desse lugar a tudo isto. Bendita crise política que vai mudar este país, mesmo que não seja para melhor, porque antes piores do que espectadores de algo que permaneceria igual.


Vamos lá ver se dou uso ao meu direito de voto e o estreio o quanto antes!

3 comentários:

Catarina Elwin Haner disse...

Espero que te estejas a safar nesse novo mundo dos adultos (:

S. disse...

Se fosse eu, votava em branco. Tenho um fraquinho por votos em branco que não te digo nem te conto xD

Anónimo disse...

Quem porias lá melhor? Passos Coelho? Só quer ir para o poleiro esse senhor