Páginas

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

22.11


Por vezes, gostaria de me sentar ao teu lado e permanecer ali, o resto da noite. Sei que é um desejo irracional e absurdo, dado que jamais obteria uma resposta, um gesto ou uma respiração tua, mas mesmo assim sentir-me-ia protegida, sei-o bem, somente pelo facto de perceber que a tua existência não passou apenas um sonho meu.
Fortalecerias hoje as tuas cinco décadas. Mais uma vez, comemoro esta data contigo e juntas cantamos baixinho num canto longínquo do meu coração.

1 comentário:

Catarina Sofia disse...

às vezes o que mais queremos, nem sempre temos.
mas ao menos temos recordações e sonhos.
(: