Páginas

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

E isto sobre o Halloween


Dou-me conta que algo está realmente errado quando vejo que o facto de me darem um fim-de-semana prolongado é a mesma coisa que oferecerem um rebuçado a uma criança. Contudo, errado ou não, um conjunto de dias assim é sempre bem-vindo por estes lados, principalmente se existirem 24 horas festivas lá pelo meio.
Há alguns anos atrás, era um pouco deprimente a forma como eu comemorava o Halloween, dado que se baseava essencialmente em saídas à rua com os amigos, assim que o sol se pusesse. E não, não íamos pelas portas dizendo “doçura ou travessura”, como manda a tradição inglesa. Por cá, as coisas faziam-se de uma forma um pouco diferente. As comemorações eram realizadas por entre correrias, fugidas ao impacte dos ovos que pela atmosfera circulavam e observações aos rolos de papel higiénico que rolavam por entre a calçada das ruas. De facto, havia exageros por entre estes hábitos, o que levava a que a palavra “vandalismo” circulasse em muitas vozes no dia seguinte. Contudo, não posso negar que me divertia desta forma, mesmo que através de brincadeiras que muito tinham da infância.
Mas o tempo passou. Hoje o Halloween perdeu alguma da sua magia, se é que algum dia a teve na realidade. Assim, é apenas mais um dia que serve de motivo para sair de casa, para que a rotina seja esquecida durante algum tempo e a diversão tome o seu merecido lugar. Quanto às bruxas, que tanto caracterizam esta data, não seria justo se as tivesse deixado no dia em que as comemorações sofreram uma ruptura. Levo-as comigo, dado que serão úteis para uma ou outra conversa por entre o que esse dia tem de oculto.

3 comentários:

Miss Murder disse...

Quem me dera que cá se festejasse o Halloween como nos States xD Eu que sou tão dada a festas ^^

Martinha disse...

Quando era mais pequena andava nessas "andanças", de casa em casa, no "doce ou travessura". Agora trata-se mais de uma boa noite para estar com os amigos. :)

Sara Silvaaa disse...

Eu cá nunca comemorei o Halloween, de maneira nenhuma. Era apenas uma noite como as outras em que de vez em quando apareciam uns chatinhos a pedir doces, e eu como não estava para os aturar, levava-lhes bolachas "Maria". xD