Páginas

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Facebook: até onde vai a sua utilidade?


Por mais que discordemos no que respeita à utilidade do Facebook, temos de admitir a grande capacidade de adesão que esta rede pública despertou. Ora pois então, eis os tipos de pessoas que por lá podemos encontrar:

a) Os que querem dar a conhecer ao mundo os detalhes da sua vida íntima.
b) Aqueles que lá vão apenas para experimentar a coisa.
c) Os que insistem em ficar para ofender os amigos via comentário (eu encaixo-me por estes lados).
d) Os que se querem manter informados acerca deste ou daquele evento.
e) Os que procuram uns minutinhos de fama e protagonismo.

De uma coisa é certa, rizadas são o que não me faltam de cada vez que “ponho os pés” por aquelas bandas. Agora o porquê, bem, isso já é uma outra história (baseada fundamentalmente numa parvoíce aguda característica daqueles que se riem apenas porque sim)!

P.S.- A propósito, o Facebook também serve para sabotar uma tarde que deveria ser dedicada a um trabalho de Biologia. Não que eu tenha alguma coisa a ver com isso, pois está claro!

6 comentários:

C disse...

Facebook, tem sempre algo novo :)

luis, o tigre disse...

eu chamo-lhe fakebook xd adiciona-me no msn , assim não temos de comunicar por aqui (:

Lú Pinheiro disse...

Oi lindinha...
eu tenho FaceBook e não uso, coitado pra mim ele não serve de nada rs...
bj flor

Vanessa Monteiro disse...

Oiii

Eu não tenho FaceBook,e ainda não me despertou nenhuma vontade de ter...rs quem sabe um dia...rs

Tenha uma ótima semana...beijosss

Cristiane disse...

Eu criei um pela curiosidade e nunca entro aff... não sei se é pq não sei mecher =/
Bjs

Belíssima disse...

Boa pergunta...
Quando descobrires pelo menos uma utilidade, se quiser compartilhar vou gostar de saber...
bjs