Páginas

terça-feira, 9 de março de 2010

Memórias


As lágrimas corrompem a réstia do meu ser.
Esforço-me o máximo que consigo mas nem mesmo esse limite é o suficiente. Por mais que tente, a minha memória não consegue ouvir o timbre da tua voz, uma vez mais. O tempo roubou-te de mim, e ao seguir o seu caminho, vai-me roubando as recordações que eu ainda tenho de todos os momentos em que tu estavas comigo. Não é justo... Já que não te posso ter ao pé de mim, não tenho pelo menos o direito de me lembrar de ti?
Algumas recordações ainda permanecem na minha mente, por agora! Lembro-me de que quando friamente o sofrimento te invadia , gostava que ele fosse dividido, e me invadisse também. Desta forma, estarias mais feliz e eu mais aliviada, por mais pequeno que fosse esse instante. Sei que preferias ficar com ele todo para ti, pois tal como eu te amava, também tu me amavas , como ainda me amas hoje. Não estás aqui para mo dizer, mas eu sei disso muito bem, porque o sinto...

À "Estrelinha" mais brilhante...

2 comentários:

Honey . disse...

Que lindo . *.*
Acho q ja sei quem es . (:

Anónimo disse...

Mais uma vez conseguis.te colocar a lagrima e escorrer.me pela minha face...
Espero que continues a proporcionar.me estes bons momentos de orgulho que sinto por ti..
Parabens. Bjinhs
(não preciso assinar porque já sabes bem quem sou)