Páginas

domingo, 1 de novembro de 2015

Da coragem


O meu cabelo estava tão comprido que já me passava das costas, ao ponto de me despertar uma preguiça gigante sempre que tinha de o lavar. E a verdade é que já estava a precisar de uma mudança, para me lembrar que todos os dias podem ser diferentes. Por isso ganhei coragem e cortei-o pelos ombros.
Confesso que ainda me estou a habituar à ideia, mas acho absolutamente fascinante o facto de uma ação tão simples ser capaz de despertar em mim uma sensação tão positiva, uma sensação de esperança e de motivação para o que aí vem.

1 comentário:

Ellie disse...

Uma vez também cortei o meu pelos ombros. Arrependi-me tanto.