Páginas

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Projetos


Tenho mil e um projetos para depois da licenciatura. Mil e um projetos deixados em stand-by para lutar por um objetivo maior, que me consome grande parte do tempo, energia e dinheiro. Mas continuo porque acredito que o esforço será recompensado, ignorando aqueles que constantemente me dizem “vais para o desemprego como toda a gente” ou que não compreendem o porquê de passar horas em frente a um computador, a fazer pesquisas para a tese, mesmo estando de férias. Continuo porque foi uma opção minha e não me posso queixar das suas consequências.
Tento passar a ideia de que tudo ficará bem, mas a verdade é que morro de medo de chegar ao fim da estrada e de não ter aquilo que ambiciono à minha espera, de ter abdicado de tanto em troca de absolutamente nada. Mas se isso acontecer, pois já sou minimamente madura para assumir essa possibilidade, espero ser capaz de utilizar toda a bagagem que fui recolhendo ao longo dos últimos anos para dar a volta por cima. Isto porque diz quem sabe que "na dúvida o melhor remédio é mesmo seguir em frente".

3 comentários:

Rita disse...

Vais ver que a recompensa será boa :) O que importa é não desistires dos teus sonhos

Ana Carvalho disse...

Adorei este pequeno texto... Muitas vezes me disseram o mesmo..sou da área de Educação. E de momento, sim, até estou desempregada, ao fim de 3 anos na minha área...mas isso só serviu para eu perceber que o local onde trabalhava não era correcto comigo...e por isso despedi-me, quando muita gente achava que não o devia fazer...Conclusão: tomar as nossas próprias decisões e seguir as nossas opções é sempre a melhor opção. :)

Obrigada pelo teu comentário,
é sempre bom saber que pelo menos passo esperança a alguém, através do que faço. :)

Beijinhos

O meu reflexo disse...

Quem espera sempre alcança, quem busca sempre acha!
Tenho 25 anos, sou enfermeira, acabei o curso há três, ao fim de 2,5 a procura e a ser constantemente ignorada estou num dos melhores hospitais do país, é um contrato de substituição, mas orgulho-me de ter entrado por concurso e nao por cunha!
Continua e vais ver que arranjas alguma coisa.