Páginas

segunda-feira, 20 de abril de 2015

(...)


Estou numa daquelas fases em que sinto que não tenho nada a perder. O pior mesmo é que não consigo admiti-lo como um ponto positivo.

Sem comentários: