Páginas

sábado, 9 de agosto de 2014

A família também se escolhe



A verdade é que somos lamechas e agora temos pulseiras iguais. Acho que a ideia é não nos esquecermos umas das outras, como se algum dia isso fosse possível.
A amizade que tenho com elas é das coisas de que mais me orgulho quando penso nos meus últimos anos. Juntas passamos por tudo e mesmo depois de termos ingressado na faculdade continuamos a apoiar-nos, estando lá sempre que é preciso. Tendo em conta o quão difícil é encontrar relacionamentos assim e o facto de eu nem sempre ser aquilo que elas merecem, talvez considere a hipótese de que a sorte realmente existe.

Sem comentários: