Páginas

sábado, 12 de janeiro de 2013

Verdades

Estou a habituar-me a deixar as pessoas irem embora. Porque acontece, porque tem de ser, porque alguém quer que assim seja. O que é certo é que o dia-a-dia não é igual para todos e a acomodação vai tomando o seu lugar para, mais tarde, aquela pessoa ser só mais uma que comigo se cruzou. Felizmente que nem sempre assim se sucede.

Sem comentários: