Páginas

domingo, 2 de dezembro de 2012

Da cruz vermelha #1564

Quando estava em estágio, o toque do telefone era a adrenalina pronta a circular à mesma velocidade que os meus glóbulos vermelhos. Agora que sou o socorrismo em meio palmo de gente, o silêncio na delegação é o verdadeiro paraíso, não por preguiça, mas por medo de não ser capaz. Valham-me os santinhos que não me ouvem e lá me testaram em três emergências completamente diferentes durante este fim-de-semana!