Páginas

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Ideias

As minhas ideias parecem-me brilhantes no momento em que as tenho. No entanto, no dia seguinte conseguem sempre passar de radiosas a ridículas. Tenho cá para mim que o melhor mesmo é começar a agir no impulso do momento, assim: como quem não quer a coisa. Não vá o diabo tecê-las e eu morrer de arrependimento por inibição!

1 comentário:

Miguel Silva disse...

Pois tens razão sim senhora. Eu tratava de te curar isso rápido (chicotezinho) mas depois ainda diziam que era agressão xD