Páginas

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Porque nem sempre o que é roubado sabe melhor


São as pequenas acções que completam um momento, não somente e pouco menos aquelas que o tentam encher por inteiro. São essas mesmas que fazem com que um dia eu me venha a recordar de meros minutos da minha vida, pois com elas, eles tiveram uma ousadia suficientemente forte ao ponto de se tornarem diferentes.
Hoje tive um momento assim. Um momento louco na quantidade certa. Possivelmente será banal para qualquer outra pessoa, mas para mim fez com que a tarde do dia de hoje se tornasse especial. Especial porque estava com eles, diferente porque estávamos na companhia das nossas bicicletas por entre campos e montes verdejantes e estranha porque decidimos "pedir uvas emprestadas" para comê-las de seguida a um mês das ditas vindimas. E aqui vos digo que não foi o facto de as uvas serem amargas e saberem mal, que fez com que eu não quizesse repetir algo tão simples como este momento.

Sem comentários: