Páginas

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Assim



Todos os diálogos, mesmo que mudos, têm um fim.

Não sei se a vida se divide em capítulos, em fases ou em épocas, nem ocasionalmente equaciono a hipótese de a vida se repartir em qualquer outra coisa. Apenas tenho a breve noção de que algo se começa agora a fechar. O meu único desejo é que sejas tão feliz como eu vou ser, porque o mereces mais do que qualquer outra pessoa.


A alguém muito genuíno.

Sem comentários: