Páginas

domingo, 11 de abril de 2010

Duarte

(Histórias de Alguém...)

Hoje vou continuar a história dele, ele que já tem nome . Daqui para a frente chamar-lhe-ei Duarte Pires, Duarte das loucuras, dos sentimentos, dos erros e dos triunfos de alguém.

* * *

O tempo passou no hospital, e com ele mil e um rostos passaram também, mil e uma vidas, mil e um pensamentos, mil e uma preocupações. A hora do regresso a casa estava a aproximar-se cada vez mais, algo que Duarte lamentava, pois estaria ali o tempo que fosse necessário, desde que isso implicasse ajudar alguém, afinal aquele estágio era muito importante na sua vida, pois decidiria o seu futuro enquanto enfermeiro.
Estar longe da família nunca fora fácil, já que desde o primeiro ano da universidade se tinha afastado, abandonando assim Setúbal para vir para Coimbra, visitando a sua cidade nas ocasiões especiais. Contudo, agora a sua situação estava mais complicada, pois o dinheiro passou a ser cada vez mais escasso a partir do momento em que abandonara a residência universitária. Se tudo assim se prolongasse por muito mais tempo, teria de arranjar um novo trabalho para complementar o serviço que fazia aos fins-de-semana num bar perto da universidade. Por enquanto, aguardava alguma resposta ao anúncio que tinha colocado no jornal, pedindo um companheiro para partilhar as despesas do apartamento alugado, esperando alguém minimamente sociável, já que pouco mais do que a idade exigiu.



Histórias da vida dele, histórias da vida de Duarte Pires.

Sem comentários: