Páginas

domingo, 21 de março de 2010

Bendita timidez

Por vezes, passamos demasiado tempo perto de determinadas pessoas sem que as possamos conhecer realmente. Quando por milagre dos milagres, as começamos a ver de uma outra forma, podemos ficar surpreendidos com a magnificiência de ser humanos que são. Foi o que me aconteceu ao conhece-lo melhor.

Apenas a timidez o cala,
Enquanto a inteligência o domina,
Cada uma das palavras que exterioriza,
Faz uma frase que fascina.

De vez enquando lá vem ele
Com as suas piadas estúpidas,
Os sorrisos lá se emergem,
Nas todas faces escupidas.

Não sabe dizer não,
Aos favores que lhe pedem.
Dentro dele, a grande alma,
Em centímetros que não se medem.

Está sempre presente quando deve,
Está sempre lá contigo.
Pois bem, que se lhe há-de chamar?
Senão a palavra amigo.

O único desejo que tenho,
É que feliz seja.
Que tenha tudo o que merece,
E tudo aquilo que deseja.

Porque simplesmente és um ser humano extraordinário.

Todos os amigos têm um nome. Este é um deles. A ti João Ferreira.

4 comentários:

Anónimo disse...

Está uma descrição magnífica. Através das tuas palavras consegue-se imaginar como é a pessoa qe descreves.

Continua a usar e a trabalhar o teu enorme talento.

P.S Tu até gostas das piadas estúpidas qe essa pessoa diz, não é?

Beijinhos

VâniaSofia disse...

Muito giro . Já algum tempo que tinha vontade de comentar os teus bonitos textos mas até hoje não tinha surgido nada que tu já não soubesses : "São magníficos "

Este tive mesmo de comentar . Está uma excelente descrição dele . Deste a grande alma até ás piadas estúpidas . Não diria melhor .

Beijinhos

VâniaSofia disse...

Ainda é pior quando a distancia entre essa pessoa parece ser cada vez maior e mais intensa ... ^.^,
Ás vezes sai-me assim umas expressões engraçaditas . xD Adoro os teus textos , muitas vezes com palavras pouco objectivas chegas ao centro da questão , do sentimento .

Beijinhos .

VâniaSofia disse...

PS.: Sabes quem eu sou ?